quarta-feira, 5 de junho de 2013

UFOPA promove a Semana da [Degradação] do Meio Ambiente


A UFOPA, leia-se Seixas Lourenço, quer parecer santinha promovendo a "Semana no Meio Ambiente". Porém, não é para plantar árvores nem para realizar um abraço em algum ambiente degradado em louvor à mãe natureza.
Para quem acompanha, a universidade já realizou um mapeamento dos minérios na região, com a desculpa de localizar minérios para construções, como a brita. Mentira! A UFOPA está fazendo nada mais nada menos que seu papel acadêmico de serviço ao grande capital: legitimar cientificamente a apropriação do meio ambiente.
Pois, se um cientista/pesquisador corroborar à viabilidade de um empreendimento... Pronto! Está fundamentado pela ciência e disponível a exploração pelo grande capital.

São as empresas gananciosas que se apropriam de matérias ambientais e que destroem as culturas dos povos tradicionais, as quais são e serão patrocinadoras de pesquisas realizadas na UFOPA. Isso demonstra que a turma do Lourenço veio mesmo tocar o terror nesta região (como faz em toda parte por onde passa).
Como é possível a UFOPA falar em Semana do Meio Ambiente se é aliada e força braçal para a maioria das pesquisas de exploração na região, em conluio com empresas da estirpe de ALCOA, Mineração Rio do Norte, CARGILL, Eletronorte.
Um velha frase de um velho e conhecido Pró-reitor, resume esse espírito da UFOPA: "Se as empresas estão ai, vamos aproveitá-las"!

Nenhum comentário: